Os chocalhos

A profissão de fazer chocalhos leva já milhares de anos. Em Portugal encontramos provas suficientes d  muito antiga arte chocalheira através de achados arqueológicos.
Terão sido lusitanos, ou judeus, ou outros antepassados do nosso território ibérico os nossos primeiros artesãos chocalheiros?

Nas Alcáçovas, e noutras localidades portuguesas, encontramos provas seguras da existência de muitos artífices chocalheiros desde há centenas de anos.

A Vila das Alcáçovas era já reconhecida, em todo o país, pelos muitos e bons artífices desta profissão. Nesta Vila chegaram a trabalhar mais de 20 artífices, um número notável para uma pequena vila. Daqui saíram também muitos artífices para outras terras do nosso país. 
Desde Trás-os-Montes até ao Sul do Alentejo os chocalhos eram procurados e comprados pelo seu som e pela sua qualidade. Foi esta qualidade sonora e artesanal que deu fama às Alcáçovas.

A terra dos mestres Chocalheiros que afeiçoavam o ferro e afinavam o som com amor e habilidade.

Hoje como ontem os chocalheiros das alcáçovas e alguns outros, muito poucos, mas ainda operativos, continuam a fazer chocalhos de qualidade. 

– O fabrico de chocalhos foi, no mês de Dezembro de 2015, reconhecido como Património Cultural Imaterial da Humanidade com Necessidade de Salvaguarda Urgente por parte da UNESCO.